Como melhorar o meu currículo?

Como melhorar o meu currículo?

Como melhorar o meu currículo?

O processo de recrutamento e seleção consiste em algumas etapas as quais variam conforme a empresa. Normalmente, o processo segue o seguinte processo:

  • Definir e divulgar a vaga; 
  • Atrair candidatos; 
  • Triagem e seleção; 
  • Entrevistas individuais ou em grupo; 
  • Testes práticos e psicológicos; 
  • Entrevista com a liderança e conclusão.

Hoje, abordaremos uma dúvida muito comum dos candidatos que estão à procura de uma oportunidade no mercado de trabalho: “Como melhorar o meu currículo?”. 

A primeira etapa do processo de recrutamento, a triagem, consiste na escolha do candidato por meio da análise do currículo cruzando com os critérios descritos no cargo disponível conforme as necessidades técnicas e práticas (experiência).

Quando o currículo é o assunto, o visual é muito importante, visto que ele poderá vender melhor o seu perfil. Para isso capricho, vontade, interesse e dedicação são fundamentais.  O conteúdo por sua vez é o que irá selecionar o candidato para dar continuidade no processo seletivo. Dessa forma, separamos algumas dicas do que você deve ou não fazer na hora de organizar o seu currículo:

DICAS

  • Organização é um dos principais critérios analisados;
  • O currículo deverá focar no objetivo da vaga almejada;
  • Clareza e objetividade das informações mencionadas – ter o equilíbrio e selecionar os principais fatores atrativos;
  • Acrescentar informações do mais recente ao mais antigo, sejam elas experiências profissionais ou formações acadêmicas complementares; 
  • Quando o currículo for entregue fisicamente, cuide com a limpeza, evite que a folha esteja suja, amassada ou com borrões. Isso denota sua organização, preocupação e cuidado. O currículo nesse momento representará a sua imagem;
  • Quando o envio do currículo for por e-mail, procure enviar em formato PDF, pois o arquivo aberto pode desconfigurar a formatação, mas sempre fique atendo as exigências da empresa;
  • É importante manter as redes sociais profissionais sempre atualizadas, pois são ferramentas bastante utilizadas pelos recrutadores.

Muitas pessoas ficam em dúvida no que selecionar para colocar no currículo, então se você for recém-formado e sem experiências profissionais, dê ênfase em sua formação, intercâmbios, cursos de aperfeiçoamento, estágios, voluntariados, monitorias, iniciações científicas, entre outros fatores que sejam relevantes. Se você já está no mercado de trabalho a mais tempo, dê ênfase na experiência profissional, área de especialidade, lembrando que atualizações de conhecimento são sempre bem pontuadas. 

O mercado é volátil, ágil e dinâmico, sempre é uma boa hora para se atualizar e buscar ampliar o conhecimento.  

Em agências de marketing, como a Seen Digital, a criatividade no currículo e uma apresentação de qualidade trazem pontos positivos, visto que é essencial ser você mesmo e buscar formas de se destacar no meio profissional que é tão concorrido. Se a sua área de conhecimento não for a dos recursos tecnológicos, não se preocupe, a simplicidade também é valorizada desde que aliada aos critérios descritos acima.

 

CUIDADO!

  • Nunca colocar informações não verídicas no currículo porque o recrutador poderá questionar posteriormente em entrevistas e até solicitar documentos para comprovar os dados. Esse fator poderá ser motivo de exclusão do processo seletivo e causar uma imagem negativa;
  • Jamais esqueça de colocar informações de contato pessoal seja telefone, e-mail ou redes sociais, pois são os meios pelos quais os recrutadores entram em contato com você caso seja selecionado ou não; 
  • Cuidado com erros ortográficos, palavras abreviadas ou gírias, seja culto e profissional;
  • Evite que seu currículo tenha mais de duas páginas, procure selecionar aquilo que é relevante e deixe as demais informações para serem mencionadas na entrevista;
  • Foto é um item opcional;
  • Não queira impressionar com informações sem necessidade. Novamente, seja você!

Se você seguiu todas as dicas, concorreu a vaga que desejava e não foi selecionado, não desanime! Procure conhecer melhor o perfil da vaga e invista em adquirir conhecimento técnico-prático e das ferramentas para estar melhor preparado em uma próxima oportunidade. E se você foi o candidato selecionado para a próxima fase, além de toda a parte técnica, invista em sua análise comportamental para ter uma boa desenvoltura na entrevista. 

Boa sorte!

 

Texto produzido pela Seener Tamires Bordignon Machado.

 

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos