Como medir campanhas de email marketing

Como medir campanhas de email marketing

Como medir campanhas de email marketing

Muitas organizações ainda gastam dinheiro, à toa, comprando listas com milhares de e-mails de pessoas e empresas para ofertar produtos e promoções. O mais interessante é que os vendedores afirmam que a base de e-mails está segmentada, e as organizações, por ingenuidade e falta de experiência sobre internet e e-mail marketing, acreditam.

Para Wikipédia, e-mail marketing é a utilização do e-mail como ferramenta de Marketing Direto. Sua principal função é garantir que o maior número possível de pessoas leiam seu e-mail e tenham acesso a mensagem. Atualmente, a comunicação por e-mail é usada para encontrar novos clientes, aumentar o número de vendas, manter clientes e mensagens padrões (status de pedidos etc.).

Nesse sentido, o sucesso de campanhas de e-mail marketing está na segmentação da base de dados, conhecer seu banco de e-mails, isto é, seus clientes. Conhecendo seu cliente, a empresa conseguirá falar com cada um deles de forma exclusiva. Então, em vez de gastar dinheiro comprando informações de pessoas desconhecidas, é mais “negócio” contratar um profissional para garimpar informações daqueles clientes que realmente interessam. Sua empresa terá mais lucro tendo mil e-mails de pessoas que você realmente conheça do que ter 100 mil que você não sabe nem o nome. Dessa forma, as informações de seus clientes, como e-mail e celular, devem ser guardadas a sete chaves: o futuro e o lucro da empresa dependem desses dados.

Sendo assim, desenvolvi uma metologia para avaliar o sucesso das campanhas de e-mail marketing, através de elementos visuais, facilitando a interpretação dos dados pelos gerentes marketing da empresa. Essa metodologia foi adaptada do texto “Métricas para e-mail marketing” de Gustavo Loureiro, e dos Velocímetros em Excel, criados por João Henrique.

Toda vez que uma mensagem de E-mail Marketing é enviada, a ferramenta de disparo mostra algumas informações, como quantidade de e-mails enviados, devolvidos, abertos/lidos, cliques e descadastramentos. Com essas informações de retorno, consegue-se avaliar a eficiência da resposta, ou seja, a qualidade da lista de e-mails através dos KPIs: taxa de envio, taxa de abertura, taxa de descadastramentos (opt-out) e a taxa de cliques.

De nada adianta concentrar esforços levando consumidores para seu website, se sua empresa não utiliza uma ferramenta de web analytics para medir a eficiência do mesmo. Agora se sua empresa já possui esse tipo de ferramenta, é possível integrá-la à campanha de E-mail Marketing, assim informada e ter ótima vantagem estratégica.

Veja, na figura 1, que o cálculo dos KPI’s é feita automaticamente, apenas informando os dados de Inputs e Google Analytics.

Através do funil de análise, mostrado na figura 2, consegue-se identificar, com mais facilidade e precisão, em qual etapa da campanha de E-mail Marketing os ruídos ou problemas estão ocorrendo.

E, para facilitar ainda mais a vida dos responsáveis pelo e-mail marketing, através dos sinalizadores da figura 3 consegue-se monitorar e avaliar todas as etapas do E-mail Marketing (assunto da mensagem, qualidade da oferta, landing page, qualidade da base de dados e avaliação financeira).

Finalizo este artigo com uma frase de Michael Porter: “A boa estratégia realmente requer métricas sob medida”

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos