Como criar personas para projetos de marketing?

Como criar personas para projetos de marketing?

Como criar personas para projetos de marketing?

Você já deve ter notado que sempre que falamos sobre marketing digital usamos alguns termos bem específicos da área. E entre tantos termos e conceitos, um deles tem aparecido bastante: a persona.
Conheça o nosso Glossário de Marketing Digital e domine todos os termos e siglas.

Existem várias formas de se definir o conceito de persona, mas a verdade é que ele é bem mais simples do que parece. Uma persona é algo como a definição de um cliente típico, que apresenta as características comuns entre seus potenciais compradores.

Em resumo, é algo como a descrição do seu público alvo. Ou melhor, uma estratégia para você saber com mais facilidade quem são as pessoas que você precisa atingir e interagir.

Quem trabalha com inbound marketing sabe bem que definir quem suas personas não é apenas importante, mas também, um passo necessário para direcionar corretamente suas estratégias de venda.

Tem dúvidas sobre a diferença do marketing tradicional para o inbound marketing? Acesse esse post.

 

COMO CRIAR UMA PERSONA?

Você já sabe da importância de criar personas e que é a partir da definição delas que você irá criar sua estratégia de marketing, mas não tem ideia de por onde começar?

O primeiro passo é conhecer seu público. Mas nada de palpites e suposições. Personas devem ser criadas a partir de pesquisas, entrevistas e coletas de dados junto a seus clientes.

Quando falamos em conhecer seu cliente, significa que você realmente deverá conhecer seu público. Isso inclui saber quais são suas características, quais assuntos relacionados a sua empresa mais interessam a ele, que tipos de atividades ele exerce,tanto profissionalmente quanto pessoalmente, qual seu nível de instrução e até mesmo que tipos de informações ele consome.

A partir disso você irá detalhar o perfil do seu cliente em potencial – ou dos seus clientes, é possível que você crie muito mais do que apenas uma persona.

Construa esses personagens fictícios. Dê nome a eles, defina sua profissão, seus gostos, escolha uma imagem que corresponda à pessoa que você encontrou através dos dados. Pense nela como um ser humano de verdade que vai ver seu conteúdo e interagir com sua empresa.

UM EXEMPLO NA PRÁTICA

Para simplificar, vamos tentar explicar como acontece o processo de criação de personas na prática.

Aqui na Seen, antes de descrever as personas, a gente classifica os nossos públicos a partir de uma espécie de matriz. A ferramenta cruza duas variáveis distintas: a maturidade (ou conhecimento) sobre os produtos ou serviços e o potencial de investimento (ou capacidade de pagamento) para realizar negócios.

No plano de marketing digital da Seen nós fizemos a seguinte análise:

A partir dela, nós projetamos inicialmente diferentes perfis. Por exemplo:

  • PERSONA B: tem potencial de investimento, mas não tem maturidade para conhecer ou comprar os nossos serviços. Esse é um tipo de público que necessita de educação, capacitação e um convencimento técnico, baseado em conteúdo.
  • PERSONA D: não tem potencial de investimento nem maturidade para comprar os nossos serviços. Esse é um tipo de público que está distante das nossas necessidades. Não conseguiremos ajudá-lo, por isso, precisamos evitá-lo.
  • PERSONA C: não tem potencial de investimento, mas maturidade para comprar os nossos serviços. Esse é um tipo de público que aguarda ofertas de diferentes tipos de serviço, promoções, pacotes e condições especiais de pagamento.
  • PERSONA A: é o público ideal. Tem potencial de investimento e maturidade para comprar os nossos serviços. Esse é um tipo de público que precisa de um atendimento especial, serviços exclusivos e foco total.

Depois que identificamos esses perfis, podemos caracterizá-los através de uma forma mais clara. A ideia é projetar uma história fictícia que ilustre a imagem da persona.

No caso da Seen (público B2B), a gente considerou informações demográficas, geográficas, psicográficas e econômicas para descrever cada um dos perfis (nome, função, idade, segmento de atuação, experiência, papel na organização, objetivos, problemas que enfrenta, e as nossas soluções).

PERSONA A – VITÓRIO DA LUZ

 

PERSONA B – PEDRO DA ROCHA

 PERSONA C – LUIZA DOS SONHOS

 PERSONA D – TADEU DA SILVA

Feito isso, é hora de compartilhá-las com sua equipe. É preciso que todos conheçam esse público alvo. Por fim, você poderá definir em qual etapa do funil de vendas está cada uma de suas personas e assim será ainda mais fácil direcionar sua abordagem e a exposição do seu conteúdo para essa, ou essas pessoas.

Entenda como funciona o funil de vendas do Inbound Marketing

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos